Saia da Espiral Negativa

A partir da entrada em um encadeamento de comportamentos malsucedidos, nasce um padrão de sentimentos autodepreciativos os quais levam a mais insucessos. Essa retroalimentação negativa é o que caracteriza a conhecida “Espiral Negativa”.

O primeiro passo para evitar a descida é reconhecer esse estado ainda no início. A parte fisiológica do nosso corpo dá os primeiros sinais evidentes: suor, calor ou frio excessivos, boca seca, ânsias, dor na nuca, palpitações intensas, irritação, entre outras.

Posteriormente veem os sentimentos de culpa, rejeição e autodepreciação. Uma forma de se proteger é afastar-se do agente causador do mal-estar. Pare, reflita e avalie seu comportamento nos últimos instantes. Evite pensamentos coercitivos ou revanchistas. Guarde a raiva e use a razão. Utilize seu histórico e experiências pessoais positivas e das quais tem orgulho como agentes fortalecedores.

Existem situações nas quais não é possível se afastar do agente causador de forma imediata, para isso há técnicas e acompanhamento psicológico-comportamental que auxiliarão no reconhecimento da “Espiral Negativa” e a se afastar dela com menos dano psicológico e financeiro.

Lembre-se: O mercado financeiro não te deve nada, mas te proverá muito, se souber viver para pegar.

Obs.: A Espiral Negativa não acomete apenas pessoas que trabalham com o mercado financeiro, ela está presente em nosso dia-a-dia, independentemente de sua profissão.

Se quiser mais informações, entre em contato: psicologianomercadofinanceiro@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima